terça-feira, 24 de setembro de 2019

OPINIÃO: NOVA POLÍTICA DE VERDADE!




Enquanto alguns políticos sergipanos gritam “Lula Livre” em Sergipe e em Brasília chamam Gleisi Hoffmann de “Minha Líder”, o senador Alessandro, que votou em Bolsonaro no segundo turno, demonstrou muita altivez e coerência ao orientar seu outrora indicado para a Codevasf, o empresário Milton Andrade, a rejeitar a nomeação oferecida neste momento.

Logo que Milton Andrade publicou em suas redes sociais que havia acabado de recusar sua nomeação na Codevasf, foi visível o desespero dos adversários com a possibilidade de o Senador Alessandro finalmente estar nas mãos com o poder de definir o superintendente de um dos principais órgãos federais em Sergipe, pela sua capilaridade e força no interior Estado.

Por um momento, os que vivem a fazer conta para 2020 e 2022 devem ter visto seus sonhos despedaçados. “Já pensou! o senador que já é tão forte na Grande Aracaju, cresce a cada dia no cenário nacional, com o comando de uma poderosa máquina para trabalhar em todos os municípios sergipanos?”

Então começou o ataque orquestrado. O choro dos desesperados. Até que veio a nota do senador e deixou claro que foi ele quem orientou o seu indicado a não mais aceitar a nomeação na Codevasf, por simples coerência, de quem está num momento de grande embate com o Governo Federal na luta contra a corrupção e quer preservar sua total independência.

“Ufa! Que alívio!” Vários devem ter bradado. “Que bobagem não ter aceitado!” Outros podem ter achado. Mas é isso mesmo. Se acostumem os que não estão acostumados a ver um jeito novo de fazer política de verdade.