SEJA VOLUNTÁRIO

quinta-feira, 7 de julho de 2016

O bicho vereador e os 4 anos de hibernação. Dá para fazer diferente!

É bem verdade que não podemos generalizar, mas a grande maioria dos parlamentares, após assumir o mandato, se afasta totalmente da população.
Isso acontece porque uma grande parte dos vereadores, de oposição ou situação, chegam ao poder por meio de um intenso trabalho de visitas aos bairros com promessas falsas e mero assistencialismo pré-eleitoral, que custa caro e por isso só dura os meses que antecedem a eleição.
Assim, continuar a ir aos bairros após assumir o mandato, fará com que o vereador seja cobrado pelo que prometeu, sendo que ele sabe que irá cumprir as promessas. Além disso, haverá uma demanda muito maior por pedidos de ajudas individuais, e agora que o vereador está no poder, ele não poderá vir com o discurso de que não pode mais fazer ou que não trabalha com assistencialismo barato.
Também há aqueles que se colocam ao lado do Governo para possuir uma estrutura maior e poder fazer favores em massa, mas que perdem sua autonomia e ao ir para perto do povo serão cobrados para que denunciem as mazelas e lutem por melhorias para a sociedade.
Como o vereador da base do Governo não quer se indispor com o prefeito fazendo cobranças, nem com a população por ficar calado, então prefere ficar na toca engordando o bolso para próxima eleição.
Por isso, é necessário ter a coragem de participar do processo político de uma forma diferente. Com menos dinheiro e mais proposta, com menos promessas e mais verdade, com menos assistencialismo barato e mais foco no coletivo.
Pode parecer que não, mas existem diversas pessoas dispostas e com essa postura. Suas campanhas são apenas menos visíveis por não terem tanta ostentação nem centenas de cabos eleitorais contratados para divulgar seus nomes e pedir votos.
Sendo assim, peço que observem com cuidado quem está fazendo diferente nesta eleição. Que esteja buscando ser eleito com o voto gratuito e consciente. E ao encontrar aposte e impulsione uma proposta decente.
E essa sempre foi a nossa proposta de trabalho na política. Fazer diferente. Pois, é a única forma de chegar ao mandato sem perder os valores e podendo cumprir o verdadeiro papel de um vereador: fazer um mandato itinerante, dialogando com as comunidades, e preservando a independência para legislar, fiscalizar, denunciar e cobrar benefícios para a cidade, para o meio ambiente e para toda população.

Hebert Pereira - Cidadão e pré-candidato a vereador de Aracaju.


Nenhum comentário:

Postar um comentário